Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

[MINISTERIAL] CHARLIE ETHAN REDWYNE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[MINISTERIAL] CHARLIE ETHAN REDWYNE

Mensagem por Charlie Ethan Redwyne em Qua 07 Out 2015, 15:54

CHARLIE ETHAN REDWYNE
Magistrado da Suprema Corte
STEPHEN JAMES
---
LOBISOMEM
DURMSTRANG
HAUS LUFT

História do Personagem
A historia de Charlie Ethan tem seu inicio em meados de seus decimo primeiro aniversario, quando viera a ser encontrado por um grupo de membros do ministério búlgaro que tinham como principal função o controle sobre criaturas magicas, o que vinha a incluir o jovem garoto, mesmo que ele ainda não viesse a estar ciente disso. Encontrava-se amarrado a uma cadeira, por entre um cômodo extremamente escuro, ondo não poderia enxergar o palmo a sua frente se tivesse mobilidade para tentar. Lembrasse perfeitamente do cheiro podre presente na localidade, proveniente de seu sangue já coagulado possivelmente, assim como do profundo dor que sentia devido ao corte que se estendia por sua coxa esquerda. Motivo pelo qual o jovem se habituou a fazer uso de calças longas até épocas atuais. Quando encontrado fora movido para um abrigo, que mais se assemelhava a um encarceramento. La obteve poucos amigos, tendo de desenvolver um fantasioso para não vir a se sentir sozinho. Este futuramente veio a se tornar uma personalidade alternada do rapaz, um tanto quanto dissimulado e incontrolado. Charlie acredita que ele fora os instintos primitivos da besta que prendesse em seu interior, instintos que em algumas situações o jovem não pudera controlar.

Quando completara doze anos, fora levado para a Bulgária, e lá passou a frequentar uma instituição denominada como Durmstrang. Muitos acreditavam que os ensinamentos mais rigorosos da instituição teriam maior controle sobre o rapaz, por outro lado o jovem acreditava apenas estar sendo controlado por finos fios não visíveis a qualquer um. Residiu na instituição todos os anos de ensino, desde o primeiro ao sétimo, saindo durante apenas três meses do ano da localidade. Nesta época festiva para muitos, ele viveu na Inglaterra, no “encarceramento” que se habituou a chamar de lar.

Após os anos escolares, quando assumira sua maior idade, mudou-se definitivamente para Bulgária onde ingressou como auxiliar no ministério da magia. La fez sua atual carreira, subindo vagarosamente cada cargo que assumiu ate ingressar como estagiário em um cargo jurídico. E fora lá que a proposta trabalhista referente a sua mudança para Inglaterra fora recebida. Todo esse crescimento profissional acontecera por entre seus 18 e 25 anos. Hoje reside em Oxford, atuando como magistrado da suprema corte no ministério presente na Inglaterra.  

Características Psicológicas
Charlie Ethan fora um garoto dotado de uma personalidade forte e instável, que paira entre duas personalidades descritas como opostas; um yin e yang. Em maioria o seu yin fora dominante, o que reflete nele uma personalidade mais sensata e argumentativa. Um observador nato que opta sempre pelo lado da razão, já que não acredita na verdade, o que acaba por beneficiar sua profissão e as decisões tomadas nela. Sente ausência de amor em sua vida, sentimento provindo da ausência de familiares, o que o tornara um tanto frio quando os assuntos fora amigos próximos. Quando sua personalidade migra para o lado yang, ele tornasse mais “ação” e menos “conversa”, o que pode vir a ser denominado como irracional da parte do jovem. Poucas vezes veio a ser agressivo com aqueles que se encontravam próximos de si quando isso viera a ocorrer, mas houve momentos que tal fatalidade ocorrera. Torna-se um tanto descuidado com as palavras que usa, e muitas vezes obrigasse a refazer as frases para ser entendido.

Narração de Cargo
De sobre a bancada o magistrado pudera visualizar com clareza todo o salão circular, onde enumeradas pessoas estavam posicionadas ansiando o julgamento que ainda não tivera inicio. Fora um julgamento restrito a um único grupo social, de modo que apenas pessoas altamente conceituadas se encontravam ali presente na localidade. Ethan surpreendia-se em seu superior também não se encontrar ali com eles, uma vez que não havia poder judiciário superior ao do homem; suas decisões forjavam as leis. Ao centro do salão circular, em um patamar elevado, um grupo jovial de quatro garotos se mantinha de pé no interior de celas forjadas de ferro. Estas impossibilitavam através de espinhos afiados posicionados em seu interior que o grupo executasse grande movimento corporal. Era curioso ver que por entre a Bulgária um tão jovem grupo causara tamanho problema. Com uma das mãos Charlie indicara que o silencio devera vir a predominar no local, pois logo a audiência “disciplinar” viria a ter seu devido inicio. As pessoas então se moveram para seus respectivos acentos, se aconchegando por entre eles, e os quatros jovens garotos presos ao centro passaram a se alarmar. Seus trajes surrados representavam com clareza a velha escolha ao qual pertenciam, onde o magistrado uma vez estudara; Durmstrang.

Vagarosamente o rapaz se pusera de pé, enquanto os demais executavam o movimento inverso. Seu olhar recaia diretamente aos quatro garotos ali posicionados, para logo depois deslizar de encontro aos demais presentes numa busca por olhares conhecidos. Após esta discreta busca, o jovem se pusera a falar. – A audiência disciplinar de Mark Donavan, Sthepen Willy, Camille Ryan Mcquen e Gustav Bryan Jr. ira a ter inicio. Permaneçam em seus locais, não tomando a palavra sem serem chamados. – Os jovens mantinham um olhar fixo e conjunto contra o magistrado, como se o mesmo fosse a única coisa que os mantinha preso ao julgamento, o que não fora uma real verdade. – Acusações. – Indagou pronunciou ele dando sequencia ao julgamento, e uma voz feminina se pronunciou ao canto, passando a citar todas as acusações referentes ao caso.  

Inicialmente eram acusados de expor o mundo da magia a um numero amplo de trouxas, quebrando com isso o estatuto internacional de sigilo, a mais seria lei da magia. Isso já fora suficiente para que todos perdessem o direito sobre suas varinhas, assim como o direito de residir por entre localidades magicas. A segunda acusação fora conspiração, onde induziram um grupo suficientemente grande de jovens alunos a travar uma batalha desnecessária, assim como perdida, por entre a localidade trouxa. Inevitavelmente houve mortes em ambos os lados, assim recaindo sobre eles a acusação de indução a “assassinato”. Eram serias acusações, observou o homem enquanto as ouvia com grande atenção, tentando com isso não deixar fugir qualquer detalhe. Ainda se mantinha de pé quando a mulher se silenciou, retornando a seu assento, assim permitindo que Ethan retomasse o julgamento. - Algum dos réus aqui presentes nega envolvimento com os acontecidos? – Preferiu finalmente. – Fora direito dos quatro apresentar uma defesa referente ao evento, de modo que se exige que esta seja suficientemente plausível para justificar o motivo de todos vocês usarem magia fora de localidades permitidas, assim como diante de seres leigos quando o assunto fora à mesma. – Houve um inquietante silencio, nem ao menos se prestaram a protestar. O magistrado então recuou se ponto novamente em seu lugar.

Após se acomodar um bruxo presente no julgamento levantou-se por entre grande alvoroço, falando com exaltação. “E a instituição? Como saberemos que não ocorrera de novo? O ministério fara algo sobre isso?” Pais de alunos, no geral os mais preocupados, levantaram-se também já exaltados. Exigiam a segurança dos filhos que lá estudavam.  Charlie queria poder silencia-los, uma vez que o veredito não havia sido tomado, mas antes que o rapaz precisasse se movimentar um conjunto de aurores tomou partido, controlando com velocidade a situação, assim levando o responsável pela desordem em protesto para fora da localidade. Com a ação os demais se sentaram em silencio, temendo serem os próximos convidados a se retirar. Levou minutos ate que um dos homens presentes na arquibancada sinalizasse para que Ethan pudesse prosseguir. O jovem voltou a se levantar, prosseguindo.

- Levantem as mãos aqueles que inocentam os jovens dessas acusações. – Não houve uma só mão levantada, percebeu Ethan. – Levantem as mãos aqueles que os consideram culpados pelo incidente. – Diferentemente de antes, diversos levantaram os braços, sendo que ate mesmo bruxos não pertencentes a corte pareciam querer dar sua opinião. – Os quatro serão levados a encarceramento, sem direito a recorrer, devendo passar os restos de seus dias, que serão muitos, entre respectivas selas. – Fora então que um dos jovens se pronunciou, clamando por tempo, pedindo para ser ouvido. Charlie por outro lado não demonstrou qualquer benevolência sobre o pedido. – Seus direitos foram revogados quando fizeram votos de silencio um com os outros. O veredito e irrevogável e a audiência disciplinar esta encerrada. – O olhar do magistrado recaiu com severidade sobre os jovens, e selas passaram a ser engolidas pelo chão. Quando por fim já não estavam mais em seu campo visual ele completou para que os exaltados anteriormente se acalmassem. – O inquérito será aberto, e os alunos residentes da instituição serão interrogados. A atual diretoria da mesma também vira a ser alterado se necessário, tudo para que a instituição retorne a padrões aceitáveis. – Ao termino ele dispensou todos os presentes, finalizando a audiência.
@ RPG HOGWARTS MW 2010-2015
Charlie Ethan Redwyne
avatar
Varinha : Um Graveto.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum