Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

[OFIDIOGLOSSIA] Harleen Eckhart Wolfthorn

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[OFIDIOGLOSSIA] Harleen Eckhart Wolfthorn

Mensagem por Harleen Eckhart Wolfthorn em Sab 31 Out 2015, 17:21

Harleen Eckhart Wolfthorn
Ofidioglossia
Hailee Steinfeld
--
15 anos
Hogwarts
Sonserina

Porque você deseja essa habilidade?
  Os motivos são totalmente de trama, pra início de papo. Como todos sabem a Harleen não é filha biológica do Klaus, ela também não sabe de quem é filha, não tem nenhum lapso de memória possível de quem sejam os pais dela, é compreensível, ela não tinha nem um ano quando foi deixada na porta da Mansão Wolfthorn, então ela não tem onde começar a procura pelos pais biológicos. Então eis que ela começa a achar que está ficando doida, não que ela seja boa das ideias, brincadeira ela é sim, mas ela vai começar a ouvir vozes, mas não quaisquer, são serpentes. Esse vai ser o pontapé inicial para ela saber quem são os pais verdadeiros, essa vai ser a missão de vida dela agora, saber de onde ela veio, as origens, responder perguntas que o Klaus nunca pode responder a ela. Mas principalmente, conhecer a mãe dela, que é o que a mocinha mais quer.

Quando descobriu sua habilidade?
 
Como eu vou começar a contar isso? Não sei.

No momento estou encolhida aqui no meu quarto, em um canto perto das cortinas que caem sobre o meu rosto, o vento vem da sacada e bate nelas as vezes, mas minha visão ainda está na porta, de onde a criatura veio, se ela esteve lá sempre eu não posso dizer, talvez estivesse e eu não a ouvira, sabe como é. Afastei a cortina um pouco, nada da bichinha, vocês devem estar me achando paranoica, mas não, não é do pufoso que estou falando e sim da maldita serpente verde folha, acho que pertence a Mad, quem sabe Coralyn tenha a largado aqui da última vez que veio, não sei de onde a criaturinha veio, digo pela serpente, não a Cora, se bem que a segunda eu também não faço a mínima de como veio parar aqui.

Tudo bem, eu falo o que ouve: Foi assim ... Eu estava sentada na minha cama quando eu ouvi o sibilar baixo, pensei que fosse Jack evoluindo de alguma forma o fic fic estranho que ele fazia, esperei demais de meu pufoso, e quando abaixei pra ver debaixo da cama lá estava ela, a pequena cobrinha enrolada, acho que naquele momento eu deveria ter levantado e saído dali, mas seus olhos ficaram encarando os meus e ela esticou sua língua pra fora de forma engraçada, eu nunca temi nenhuma cobra, então estendi a mão a ela, erro meu, talvez mostrara a ela que falar era apropriado, não era.

Ela veio se arrastando devagar, enroscou-se em meu braço e eu me sentei novamente na cama a olhando, ela se aproximou do meu rosto e eu fechei os olhos, já temendo mentalmente que ela pudesse me picar, devia ter ouvido minha mente. Senti algo tocar meu nariz, era sua língua, nessa hora eu estava prestes a tomar o susto da minha vida. Ela falou! Ouvi claramente o meu nome, com algum "s" a mais, mas ouvi. Arregalei os olhos e ela repetiu agradecendo, eu só poderia estar ficando louca, então ri balançando o braço a tirando dali e ela ficou me encarado ainda sobre a cama, o seu sibilar dizia algo sobre estar aliviada, Mad não a entendia e gostava de jogá-la pra cima.

Me acolhi entre os travesseiros, ela só poderia estar ficado doida, não Harleen, você ficou doida, isso mesmo, falou com uma serpente como se isso fosse normal. Ela se enrolou toda, e ficou quietinha, cutuquei-a com a ponta do meu lápis e ela ergueu a cabeça, pediu para que eu a deixasse quieta e um grito escapou dos meus lábios, aquilo fora o cúmulo pra minha loucura aparente, bati com o livro nela a arremessando perto da porta, ouvi alguns xingamentos e corri rumo a cortina, onde me escondi, faz ... Acho que meia hora, ela não voltou ainda, espero que não volte.


Uso da habilidade
  Três dias depois do surto inicial, dia de ir pra Hogwarts | Manhã

Mad gritava como uma doida quando passou a frente do meu quarto, minha prima não tinha senso de horário, mas de certa forma ela não estava errada, era nove e meia, eu já deveria estar de pé faz um bom tempo. Esfreguei os olhos ainda meio aquém ao que acontecia a minha volta, ela tinha volz de choro, a menina correndo como uma louca, pelo visto algo tinha acontecido, onde diabos estava tia Carrie para fazê-la se calar, eu nem poderia gritar, ou os resmungos de ranzinza partiriam do meu pai, além de eu ter que aguentá-lo, eu nem poderia resmungar.

Eu bocejei uma vez, ou duas, me arrastando até a porta, parei lá e olhei pra ruivinha que parou ao me ver, Mad fez cara de que ia chorar mais e eu ergui o indicador. - Não, para! - Falei um pouco alto e ela puxou uma quantidade de ar pra dentro dos pulmões. - O que aconteceu? - Ela gesticulou falando sobre a sua serpente ter ido parar em cima de uma das estantes mais altas de seu quarto, que ela precisava sair logo ou sua mãe brigaria com ela. Balancei a cabeça de forma positiva e bocejei pela terceira vez, se eu não a ajudasse quem faria?

Ela foi andando na frente e eu logo atrás, dizia sobre a cobra ter escapado de seus dedos e não sabia como ela tinha chegado lá em cima, na verdade eu sabia muito bem o que ela tinha ido fazer lá, Mad estava longe de ser a pessoa mais compreensiva com um animal em mãos, pobre serpente, deveria estar caçando qualquer um que não fosse a ruivinha, eu não a culpava pela fuga. Pensando em ajudar minha prima uma coisa não passou por minha cabeça, a possibilidade de que aquela serpente falasse comigo novamente, e aquilo em fez travar na entrada do quarto.

Ela puxou minha mão para que eu entrasse, eu tinha prometido que a ajudaria, droga! - Mad espere lá fora, eu já te entrego ela. - A ruivinha gesticulou resistente mas saiu de cabeça um pouco baixa, não indo contra a meu pedido. Me aproximei de uma das paredes e olhei a serpente lá parada, ela ergueu a cabeça me olhando. - Alguém dessssscente apareceu, não aguento maissss aquela menininha. - Ela sibilou e eu me afastei um passo ainda de olho nela. - Não pressscisa se afastar, Harleen, não picar vossssscê. - Continuei olhando o réptil que tentou se aproximar e eu me afastei. - Só posso estar ficando louca. - Levei as mãos a frente da boca ao perceber da forma que eu falei.

Eu tinha ... sibilado? Sério? A cora balançou sua cabeça negativamente e pulou em mim. - O nome dissssso é ofidioglosssssia minha cara, leve-me a maluca. - A cobra se enroscou no meu braço e eu balancei a cabeça de forma negativa. Mad voltou ao quarto gritando de felicidade pelo animal que ela retirou do meu braço as pressas, não só ela, como eu também, estava atrasada. Eu não sabia como contar isso ao meu pai, mas ... Bom ... Não sei mesmo.
@ RPG HOGWARTS MW 2010-2015
Harleen Eckhart Wolfthorn
avatar
Cargo : Catalogadora de Vampiros e Lobisomens


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [OFIDIOGLOSSIA] Harleen Eckhart Wolfthorn

Mensagem por The Deep Sea em Qui 05 Nov 2015, 20:39

FICHA ACEITA.

Nota de rodapé do DS: Advinha quem vai falar com as cobrinhas agora?! :aquela:
The Deep Sea
avatar
Cargo : Administrador Sênior


Varinha : Laranjeira, Pena de codorna, 30cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum