Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

[FP] Leslie Schneider - Ala Clínica: Neurologista

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Leslie Schneider - Ala Clínica: Neurologista

Mensagem por Leslie Schneider em Sex 06 Nov 2015, 23:06

LESLIE SCHNEIDER
NEUROLOGISTA
ALYSHA NETT
HABILIDADE
RAÇA
DURMSTRANG
HAUS FEUER

História do Personagem
A irmã mais velha de três irmãos, a mais decidida e séria entre todos. Estudou em Durmstrang – uma das melhores escolas em sua opinião – e lá conquistou a sua postura rígida. Não admite falhas, sendo muitas vezes muito perfeccionista. Desde a infância sempre foi muito centrada, ganhando elogios de que sua mentalidade era além de sua idade de fato. Carrega em sua alma a personalidade de uma das maiores casas do colégio mágico “Haus Feuer”, considera-se determinada em suas decisões e não importa-se quando conquista alguns inimigos por onde passa.
É dona de uma beleza extravagante, não é comum e nem de longe simples. Gosta muito quando chama atenção, sendo metida na maioria do tempo, menosprezando aqueles que tentam ao menos lhe dar oi. Aprendeu desde muito nova a ser extremamente profissional em qualquer assunto, fosse ele de escola ou pessoal, não deixando levar pelo lado emocional e sim da razão. Por isso quando fez vinte primaveras de vida, decidiu tornar-se médica, pois achava que nessa profissão seria satisfeita todas as aspirações de seu ser. Acreditava que um médico deveria ser neutro em todos os momentos no hospital, pois estava sempre exposto a vivenciar coisas boas e ruins.
Acha que o significado de seu primeiro nome influenciou muito em sua personalidade. Leslie foi uma adaptação do nome de um clã escocês, que significa “castelo cinzento”, assim como é a alma da mulher. Se presencia uma injustiça deixa acontecer, pensa que se intrometer em assuntos que não sejam próprios é uma falta de educação. Odeia seu segundo nome por significar “mulher chorosa”, mas talvez no fundo há algo que expresse tamanha tristeza.
Quando formou-se em medicina entrou para St. Mungus, atuando na área de neurologia. Uma médica renomada e que jamais foi simpática com os novatos que a conheciam, ganhando o apelido de “Mármore Cinzento”, pois sua frieza ultrapassava os limites de um ser humano comum. Sua família diz que adquiriu isso com os acontecimentos em sua infância, quando soube da história real da família Schneider, mas a mulher nega isso dizendo que é uma besteira possuir coração e que se pudesse não teria um. Mesmo assim nunca quis declinar para o lado sombrio do mundo bruxo, tendo em seu íntimo um desejo incomumente de querer salvar vidas, usando suas mãos e sua sabedoria.

Características Psicológicas
Leslie é uma pessoa muito fria, sempre mantendo uma expressão neutra em sua face. É metódica em tudo o que faz, chegando a ser bastante calculista, sempre analisando a causa e consequência. Imaginando o que pudesse ganhar ou perder com seus atos. A mulher acaba não tendo compaixão ou pena, muitas vezes não conseguindo perdoar quem lhe possa causar algum tipo de ofensa. Só consegue enxergar apenas os próprios objetivos, não medindo esforços para alcança-los, mas conhece os limites e mesmo sendo assim, respeita o próximo.
Possui capacidade para tomar decisões rápidas, e adaptabilidade, e tem um equilíbrio emocional muito forte, não deixando levar pelo lado da emoção, pois acha que isso é extremamente importante no meio em que vive. Acreditam até que parece muito com sua irmã, mas a diferença é que Leslie não consegue ser tão simpática, sendo muito fechada e ríspida com as pessoas a sua volta. Seu estado psicológico é muito forte, fazendo com que as pessoas a sua volta lhe respeitem. Sua personalidade carrega um ar de mistério para aqueles que lhe a conhece, porque fala muito pouco sobre sua vida pessoal, mas é uma mulher muito inteligente. Tendo um Q.I acima do normal.

Narração de Cargo
Meus olhos encaravam a prancheta que meus dedos sustentavam, diante de mim um exame de um paciente qualquer, havia passado dias e noite examinando tais papéis em busca de alguma coisa que pudesse me dar o diagnóstico final, aquilo não estava sendo fácil e ainda por cima me fazia adquirir algumas olheiras indesejáveis. O corpo estava cansado, mas não demonstrava isso nem mesmo para mim, tomando sempre uma xícara de café para recompor a sobriedade e a postura, mas ali sozinha em minha própria sala não tinha como negar, precisava de um belo descanso e de uma ótima massagem nos pés.
Coloquei os papéis de volta à mesa e retirei os óculos que estavam em minha face, os olhos já fechados indicavam que o sono estava se aproximando novamente. Com os dedos massageei a têmpora afim de afastar todo aquele pesar. Não sabia ao certo quantos plantões estava dando, mas sabia que merecia uma folga e se tivesse que passar mais uma noite naquele hospital iria eu mesma me dar uma folga. Segurei com ambas as mãos a xícara ao meu lado e dei um bom gole no café que já estava frio, mas que me faria acordar mesmo assim.
- Ah! Leslie, precisa terminar isso hoje ou não sairá daqui. – Sussurrei para mim mesma, me dando uma bronca por conta de tanta demora para encontrar um resultado final.
A paciente dona do exame era alguém aparentemente normal, mas que já se encontrava alguns dias no Mungus por alguns problemas, uma mulher gentil e dócil, muito diferente de mim. A mesma até havia conquistado alguns médicos por ali, era jovial e bem divertida, realmente alguém muito diferente de mim. Espantei as distrações que surgiu em minha mente e cruzei as pernas, novamente segurei os papéis e coloquei os óculos, havia estudado aquilo de cima para baixo, de trás para frente e encontrei um único resultado para aquilo tudo. Não queria chegar a algo precipitado, mas não tinha o que fazer.
Levantei da minha cadeira e peguei outros papéis que estavam dentro de um envelope, ajeitei minhas vestes e passei pela porta entreaberta de minha sala, caminhando pelos longos corredores daquele lugar. Algumas portas a diante encontrei a dona dos exames e entrei em seu quarto, sempre diziam que era ruim dar alguma notícia, mas para mim era algo rotineiro que estava acostumada a fazer. Como se eu soubesse fazer aquilo a vida toda.
- Senhorita Eskarlot, como se sente? – Ouvi um leve murmúrio desanimado da moça, mas dei de ombros. Peguei em meu jaleco uma pequena lanterna, o qual eu liguei e assim me aproximei dela, arregalando um de seus olhos e assim examinando para ter certeza que não tinha nada além do esperado. Fiz o mesmo procedimento no outro olho e guardei o objeto no bolso, retomando a palavra. – A senhorita possui um tipo de convulsão maligna, os ataques que vem sofrendo é recorrente a isso. Sinto lhe dizer que a causa é um tumor no cérebro de rápida evolução, e não há muito o que fazer nem mesmo com magia. Nem mesmo se usasse a pedra filosofal. – Conclui entregando o envelope para uma enfermeira que estava próxima e girando os calcanhares, dando as costas para ambas.
- Não vá embora até que eu realize novos exames, Eskarlot. Até mais. – Disse já no corredor, voltando para minha sala.
@ RPG HOGWARTS MW 2010-2015
Leslie Schneider
avatar
Cargo : Neurologista do ST.Mungus


Varinha : Macieira, Pelo de Unicórnio, 31 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Leslie Schneider - Ala Clínica: Neurologista

Mensagem por The Flying Dutchman em Dom 08 Nov 2015, 23:35

Ficha Aprovada!
The Flying Dutchman
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum