Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

[ST. MUNGUS] - Ivan H. Rosenfeld

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[ST. MUNGUS] - Ivan H. Rosenfeld

Mensagem por Ivan H. Rosenfeld em Sex 18 Mar 2016, 12:20

Ivan H. Rosenfeld
Enfeirmeiro
Misha Collins
Nenhuma
Nenhuma
Hogwarts
Sonserina

História do Personagem
 > Ivan nasceu no município italiano, capital e maior cidade da região da Toscana e da província homônima, a famosa Florença. Sua virtude é ser um rapaz que usa da paz como sua melhor amiga e a honra como fiel companheira. Nascido no dia 10 de setembro do ano de 1995. Um dia feliz para alguns. Desde seu primeiro suspiro de vida, o bebê se mostrou alguém harmônico, tranquilo e amigável, sendo que nunca negou um sorriso a quem quer que fosse. Mais tarde, seus pais que não viviam em uma boa fase, prometeram que a partir daquela data, iriam mudar tudo, selando este pacto entre o casal quando batizaram o menino com o nome de Ivan, com o significado; forte, sólido. Era uma promessa boa, que traria paz a toda família, porém, o casal vivia de uma antiga amargura, e esta foi sua ruína.

Rose e Novak H. Rosenfeld, nunca viveram em plena harmonia, apesar de nunca terem brigado frente às crianças, os dois viviam de um incomodo profundo partido do homem. Novak nunca se mostrou um pai exemplar, mulherengo e bebia como se não houvesse amanhã, o que deixava Anna, a filha perfeccionista de Novak, entristecida com o homem a quem chamava de seu. Mas um bom motivo ela possuía, sempre deu valor na família unida e, ostentava do medo de um dia tudo isso acabar por casa desta deficiência que seu marido carrega sem muito se importar com as consequências de seus atos vergonhosos.

Ivan é o único filho homem, na verdade eles só tem dois filhos, pessoas por quem ele divide um amor incondicional. Anna, já falecida. O rapaz sofreu muito com a partida da primogênita de seus pais, esta que sempre se mostrou amigável e, julgando que era a mais próxima de sua idade, também eram bem próximos quando em vida. Foi assassinada quando em uma tentativa de ajudar o mais novo, provando ter sido uma mulher que deve ser vista como exemplo por muitos. Ivan agora daria a vida por sua irmã, porém, Anna é aquela com quem ele se deixa amar com mais intensidade, vendo-a como uma grande amiga e a quem recorrer quando o rapaz faz suas bagunças. Apesar de mais velha, ela é vista como uma pessoa a quem ele deve muito respeito, como aquela voz que dita o melhor para ele.  


Foi em uma tarde de inverno que Ivan reencontrou Jullien, após muitos anos terem se passado. Os dois descobriram que portavam do mesmo sentimento um pelo outro amor, um amor que rendeu anos de felicidade e até mesmo uma gravidez à mulher. Mas a felicidade se foi quando Jullien teve pré-eclâmpsia durante a gravidez, um transtorno da gravidez caracterizado pelo aumento da pressão arterial, inchaço das mãos e rosto e liberação de proteínas na urina (proteinúria) posterior à vigésima semana de gestação. A jovem entrou em coma após o parto feito as pressas para salvar a filha e não voltou mais. Falecera poucos dias depois, deixando uma bebê recém-nascida órfã e um marido viúvo e desolado.

Após a morte da esposa, Ivan se afogou no trabalho, tendo em mente o futuro que sua filha teria se o mundo fosse dominado pelo mal que nele teima sempre incomodar. Um amor único e puro de pai para filha brotou quando o homem contemplou seu idêntico sorriso na pequena recém-nascida, e notou que era a única coisa á ter-lhe puxado, já que ela era a copia da mãe.

Mas sua dor vive hoje escondida sob um sorriso puro e apresentado a quem quer que o conheça. Provando do que antes foi citado, Ivan é aquele que sonha com a paz de todos e os vê como uma família, um rapaz sonhador, um homem que ainda acredita na bondade dos homens, mesmo daqueles que se dizem inimigos da sociedade, mas sua fé anda enfraquecida pelo drama que hoje vive, e depois de tudo que lhe aconteceu ele se formou como enfermeiro para tentar salvar as pessoas, tentar não, SALVAR.


Características Psicológicas
 > Ivan tem 1,70 de altura, considerado até alto, mas para ele nada mais do que longas pernas, mas oque mais chama atenção nele, é o formato do seu rosto, incrivelmente belo chamando a atenção de todos. Seus olhos azuis que ao ver refletida na luz do sol se tornam mais claros, mas isso não passa de uma ilusão de ótica. Cabelos loiros escuros , sobrancelhas da mesma cor, mas com uma pequena falha do lado direito, na qual ele nem liga e a maioria das pessoas nem percebem. Ivan ainda usa um anel de compromisso, no dedo anelar da mão direita. Seu andar é normal, seu jeito de falar também, tudo nele é considerado normal. 
Ser puro e dócil fazem-lhe ser bem especial, seu jeito brincalhão e o seu sorriso encatador sempre fizeram parte do seu dia a dia. No entanto, para lhe tirar do sério basta ser arrogante, isso é uma das falhas que Ivan tem. "Entre ser ou não ser, eu sou". Talvez essa seja a frase mais marcante dele.Raciocínio mental/verbal. Ele sempre teve uma boa cabeça para as coisas, principalmente em tarefas. As vezes ele erra em alguma coisa, mas sempre tenta concerta-la..

Narração de Cargo
 > Hoje tinha sido mais um dia tranquilo no St. Mungus. Desde que os comensais e aurores pararam de duelar o tempo todo para competir sobre quem tem mais poder o número de pacientes diminuiu bastante, seja de vítimas diretas ou indiretas. Os únicos setores mais movimentados eram os de acidentes, principalmente os que envolviam o ataque de alguma criatura mágica. Neste dia fui designado para cuidar de assuntos na ala de acidentes com vassouras. Com certeza era um assunto que eu me interessava muito, pois muitos bruxos costumavam a voar distraídos demais, ou em meio a alguma epifania muito recorrente e sempre se esbarravam em paredes, pontes ou em menores casos, uns com os outros. Cheguei para o meu horário e fui ao vestiário me trocar. Coloquei meu guarda-pó por cima da minha roupa e passei na recepção para pegar os prontuários dos pacientes que já estavam lá. Para minha surpresa não havia nenhum internado ou esperando para consulta ou check-up o que me rendeu mais um tempo para tomar um café que não havia tomado em casa.


Depois desse rápido desvio de caminho chego a ala de acidentes com vassouras e aproveito para preencher a ficha de hoje com meu nome e o horário de chegada. Ao virar a esquina para passar pela porta esbarro numa senhora muito bonita. Ela parecia ser mais velha que eu, mas não muito. Seu cabelo mudava de cor estranhamente e seu semblante era um tanto transtornado, parecia sentir dor. Acho que era a minha primeira paciente de hoje. Levei a mão as suas costas para ampará-la e a acompanhei até um lugar para sentar enquanto conversava. A guiei para o consultório 2 e a recomendei que sentasse na maca:


- Bom dia Senhora, eu estava bem distraído. Você está sentindo dor aonde? Sente-se na maca por favor, vou examiná-la com mais calma. 


Digo pegando o estetoscópio no bolso e colocando no pescoço. Ela parecia tonta, talvez tenha batido com a cabeça...


- O que aconteceu?


Ela coloca uma das mãos na cabeça e então conta que havia caído em uma lareira cheia de entulhos ao usar o pó de flu, ultimamente é o que mais tem acontecido, as pessoas são muito descuidadas quando se trata dessas coisas, se não esta usando a lareira então porque não liga para o ministério e e cancela essa passagem?! 
Continuo examinando a jovem senhora e vejo que não a nada além de mal jeito no corpo peço que ela permaneça na maca e preparo um chá para a mesma, coloco algumas folhas de uma planta especial para dores no corpo junto.
- Tome isso! Daqui aproximadamente 20 minutos a senhora vai se sentir nova em folha! Pode aguardar na maca se quiser. 
Não costumo deixar pessoas com esse tipo de dor ocupando as macas dessa sala pois geralmente usamos bastante mas hoje não tem movimento então ela não vai atrapalhar.
- Vou deixar uma receitinha caseira pra você na recepção, quando se sentir melhor pode ir! 
Ela sorri para mim enquanto toma o chá e eu arrumo meus vidrinhos de poções no armário.
@ RPG HOGWARTS MW 2010-2015





OBS: Quando eu conseguir uma foto legal eu coloco ela aí, heuheu.
Ivan H. Rosenfeld
avatar
Varinha : Um Graveto.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum